Conhecer para transformar: Guia para diagnóstico e formulação de políticas municipais para o idoso

Embora tenhamos avançado muito nos últimos 10 anos em relação à visibilidade do envelhecimento e da velhice no Brasil, ainda temos “muitas perguntas a responder no tocante à garantia de Direitos dos Idosos, entre elas: como tem sido a sua implementação do Estatuto do Idoso no País? Que municípios brasileiros já têm Conselhos dos Idosos e Fundos Municipais Instituídos, estruturados e em funcionamento? Quais são os direitos dos idosos que mais frequentemente têm sido violados? Em que territórios? Qual o perfil dos idosos que têm sido vítimas de negligência ou maus-tratos físicos, emocionais, sexuais, financeiros ou institucionais? Como está atuando o sistema de garantia de direitos visando o combate à violência contra os idosos? As políticas municipais de atenção aos idosos têm sido implementadas, atuam de forma intersetorial visando a atenção integral à pessoa idosa?

Esses e outros questionamentos apontam para a necessidade de se conhecer melhor a realidade dos idosos para fundamentar a elaboração de políticas municipais consistentes e adequadas às prioridades locais considerando a heterogeneidade da velhice e do Pais. É justamente para preencher essa lacuna que o Guia Conhecer para Transformar foi pensado.

Este é o resultado de muito trabalho e avanço na Gerontologia, elaborado pela Prattein – Consultoria em Desenvolvimento Social e com a intensa colaboração da InterAge, a publicação foi amparada pelo Investimento Social Privado do Banco Santander. Este guia é uma ferramenta para a implementação de políticas públicas para os idosos visando a garantia de seus Direitos previstos no Estatuto do idoso e consequentemente para a melhoria da qualidade de vida dos idosos, além de ser um instrumento importante para o fortalecimento dos Conselhos Municipais dos Direitos dos idosos.

O Guia é dividido em cinco etapas:

1. Avaliação do conselho e formação da comissão municipal de diagnóstico e planejamento

2. Levantamento e análise de dados e informações sobre as características básicas do município e de sua população idosa

3. Mapeamento e análise do Sistema de Garantia de Direitos e dos problemas e violações que atingem a população idosa no município

4. Formulação de propostas de ação para o fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos da pessoa idosa no município

5. Inclusão de programas de trabalho no orçamento municipal

Para acessar o guia: http://sustentabilidade.santander.com.br/pt/Espaco-de-Praticas/PDF/Guiad…

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone